Quais móveis são necessários para o quarto do bebê?

maio 02, 2017


(fonte: Arquivo Pessoal loja Wee Design )

Muitas famílias tem a dúvida de qual móvel realmente é importante para a composição do quartinho do bebê, então resolvi compartilhar com vocês alguns dos questionamentos que ouço dos futuros pais e mães.

Dúvidas frequentes:

  • Já temos armário planejado no quarto, será que preciso de uma cômoda?

  • Meu quarto é tão pequeno, não sei se compro um armário ou uma cômoda?

  • Prefiro ter um armário grande do que uma cômoda, ele será mais útil no futuro!

  • Vamos comprar móveis mais simples agora e depois trocar por algo melhor e duradouro!

  • É só um bebê não precisa de muito espaço!


Todos argumentos são válidos e importantes, pensar, estudar e pesquisar vai ajudar a chegar a um ideal de compra, cada um tem uma necessidade, um espaço físico e tudo isso influencia na hora da decisão.
O bebê cresce tão rápido que quando você perceber seu “bebê” já terá opiniões próprias e gostos particulares, ou seja pense em algo multiuso, algo que você consiga alterar com facilidade, assim não precisa fazer uma reforma a cada ano no quarto do seu pequeno!

O armário é um item importante, as coisas do bebê ocupam muito espaço e as pessoas se esquecem deste detalhe, fraldas, roupinhas que ganhamos ao longo da gestação e enxoval, todos esses itens tomam muito espaço nos armários e cômodas, então se seu quarto comporta um armário mesmo que pequeno compre, nunca será inútil ter mais espaço para armazenar as coisas do bebê

A cômoda também é um item muito importante caso você tenha espaço, ela auxilia na hora da troca, por mais que já exista um armário no ambiente a cômoda é muito prática, você pode ter um pequeno estoque de fralda, as roupas do dia a dia, os remedinhos, as pomadas entre outros itens, nas trocas de fraldas precisamos de tudo pertinho e prático.
Agora se não cabe cômoda podemos utilizar uma banheira com trocador embutido, a parte interna do armário ou até mesmo uma cama.

Berço, essa é a peça chave do quarto, precisamos ficar atentos com as inúmeras variações disponíveis no mercado, a grade fixa por exemplo vai ser proibida nos próximos anos, então se atende na hora de comprar, além desse diferencial hoje em dia quase todas as marcas tem berços que viram mini cama, assim você pode fazer a adaptação da criança que depois dos dois anos aproximadamente começa a ter autonomia para sair e subir na cama, essa independência é muito importante para o desenvolvimento deles. Lembre-se um berço de boa qualidade pode durar muito e passar de um filho para o outro, ou ser herdado de primos.

O quarto por menor que seja pode ficar lindo como a família sonhou, esse espaço pode ser bem planejado por um arquiteto ou design de interiores, se não conseguir fazer um projeto faça algo mais simples como demarcar o chão com fita crepe, delimitando o tamanho de cada móvel, assim você pode ver onde os móveis ficarão melhor colocados e como ficará a circulação do quarto, é fácil de fazer e funciona muito bem!



(fonte: Google)

Dicas extras: Evite pendurar itens como nichos, quadros muito pesados ou enfeites grandes em cima do berço, assim você fica tranquila e evita acidentes com o bebê.

Espero ter esclarecido algumas dúvidas, em breve novos posts com novos esclarecimentos e dicas.

Um abraço,
Gabi Cavaglieri
Design de Interiores especialista em quartos de bebê e crianças

Fonte: http://www.inmetro.gov.br/noticias/verNoticia.asp?seq_noticia=3804
Tecnologia do Blogger.