Piolhos, como tratar e dicas para previnir

setembro 19, 2017

Seja na escola, na praia ou nas colônias de férias, os piolhos parecem ser uma ameaça constante para nossos filhos. Vamos ensinar alguns truques para prevenir o contágio e acabar com os piolhos.

O que é pediculose?

É uma infestação por piolhos. Esses pequenos insetos sem asas vivem na pele humana, se alimentam com sangue e se prendem ao cabelo usando seus três pares de patas. Costumam ficar atrás das orelhas e no ponto médio da nuca, que são as áreas mais quentes da cabeça.

Cada fêmea coloca entre 10 e 20 ovos, ou lêndeas, por dia. Os ovos se abrem após 6 ou 7 dias e formam novas gerações de piolhos.


O piolho pica o couro cabeludo injetando uma substância irritante que aumenta o fluxo sanguíneo para sua aspiração. A picada gera uma coceira intensa e consequentes feridas no couro cabeludo, que facilitam o desenvolvimento de infecções.


Contágio e diagnóstico


O piolho não pula, nem voa. O contágio se dá por contato direto ou compartilhando peças de roupa e artigos pessoais contaminados, como chapéus, gorros, pentes, escovas, secadores de cabelo, fones de ouvido, travesseiros e bichinhos de pelúcia. Por isso é tão importante limpar bem esses objetos quando descobrir que estão infectados.
Os sintomas mais comuns da pediculose são coceira intensa, erupções cutâneas generalizadas e inflamação nas glândulas do pescoço.


Para ver se seu filho está infectado, recomendo observar a cabeça da criança na luz solar. As lêndeas são como conezinhos invertidos perolados, de aproximadamente 5 milímetros de comprimento, cinza-amareladas quando têm poucos dias de vida e marrom-escuras quando estão prestes a se romper. Elas ficam presas ao cabelo porque as fêmeas utilizam uma substância quitinosa para colá-las. As que estão a mais de 5 centímetros do couro cabeludo já estão vazias e ficam esbranquiçadas.


Os piolhos, por sua vez, são difíceis de ver. Eles se movem rapidamente e fogem da luz. Por isso, é melhor usar uma lupa para encontrá-los. De qualquer forma, onde há lêndeas, há piolhos.





Tratamento


A regra básica para combater a pediculose é prevenir. É melhor que as meninas mantenham o cabelo preso ou façam tranças e que os meninos mantenham o cabelo curto. Explique à criança que ela não deve usar gorros, presilhas ou cachecóis dos outros. Passe um pente fino no cabelo do seu filho depois de cada lavagem para detectar se há lêndeas ou piolhos.

Para eliminar as lêndeas é preciso amolecer a camada de quitina que as envolve com vinagre branco e depois passar um pente fino. É importante fazer isso em toda a família para evitar a cadeia de contágios.


Para matar os piolhos, você pode usar produtos químicos pouco tóxicos, como a permetrina 1%, ou remédios caseiros. De qualquer forma, é importante perguntar ao pediatra qual a melhor opção para seu filho. Muitas crianças são alérgicas a algumas substâncias e podem ter mais problemas com o remédio do que com a doença. Na maioria dos casos, recomenda-se repetir o tratamento sete dias depois.


Além do tratamento, lave roupas, lençóis e acessórios como gorros e cachecóis com água bem quente. Desinfete os pentes com água fervendo durante dez minutos ou lave-os com o remédio antipiolho. Aspire poltronas, os bancos do carro e lave os brinquedos de uso diário.


Truques caseiros

Para prevenir a pediculose, enxágue o cabelo com uma medida de vinagre branco e duas de água ou, se a criança tiver mais de cinco anos, passe no cabelo uma mistura de álcool e pau-amargo.

Receitinha:

  1. Lave os cabelos normalmente.
  2. Misture 50 ml de água com 25 ml de vinagre de maçã e jogue no couro cabeludo.
  3. Depois de 20 minutinhos enxague novamente e condicione, isso evitará que o cabelo fique com cheiro de vinagre.
  4. Finalize usando creme de pentear.

Cabelos curtos e bem presos ajudam a evitar o contato, ou dificulta-lo

Para as lêndeas se soltarem, ferva alecrim em água, deixe esfriar e passe a mistura sobre o couro cabeludo com um algodão. Enxágue bem e penteie com pente fino.
Para matar os piolhos, aplique 3 colheres de azeite e 3 de óleo essencial de lavanda e cubra a cabeça com uma touca de banho por duas horas. Repita a operação durante 3 dias.


Para acabar com a coceira causada pela pediculose, misture algumas gotas de óleo de árvore-de-chá no xampu e aplique com algodão diretamente sobre o couro cabeludo.
É preciso lutar contra a pediculose, mas não ficar obcecado. Evite que seu filho sinta vergonha ou culpa por causa dos piolhos e não queira ir para a escola ou brincar com os amigos.



fonte: http://discoverykidsbrasil.uol.com.br/pais/artigos/como-acabar-com-os-piolhos/
Gostou? 
Comente, de sua sugestão, diga o que vc pensa! 
Twitter: www.twitter.com/mariababona 
FanPage: www.facebook.com/mariababona 
Instagram: www.instagram.com/mariababona
Tecnologia do Blogger.