Dumbo chegará ao cinema em 2019, mas confira as novidades!

junho 13, 2018
Um super relançamento dos clássicos Disney de volta as telonas, em 2019 Dumbo, a história linda do elefantinho que era discriminado por suas grandes orelhas e que dá a volta por cima quando faz amizade com um ratinho e quando aprendeu que o seu defeito o tornava incrível.





Prepare-se para uma super produção cheia de efeitos especiais!

Confira o trailer e surpreenda-se:




Confira as curiosidades sobre o original DUMBO:



1. “Dumbo” é baseado em um livro

A origem de “Dumbo” é um relativo mistério. Conta-se que ele é baseado em um “rool-a-book”, uma espécie de livro/caixa em que a pessoa gira um botão para ver os outros slides. Dessa versão, que não se tem nenhuma cópia salva, um outro livro em formato tradicional foi escrito. Ele continha 36 páginas ilustradas sob o título de “Dumbo the Flying Elephant”, ou “Dumbo, o Elefante Voador”. Ambas as versões são de autoria de Helen Aberson e Harold Pearl. Os originais datam de 1939, e assim que Walt Disney teve conhecimento da obra, ele comprou os direitos autorais para produzir o filme que foi lançado em 1941.

2. O companheiro de Dumbo era diferente

O ratinho Timothy que acompanha Dumbo no desenho não existia no livro. Originalmente,  quem ajuda o elefantinho é um pássaro chamado Red e ambos terminam a história do livro indo para Hollywood trabalhar com cinema.

3. Devido à guerra, produção teve que ser barata

Por conta da Segunda Guerra Mundial, os estúdios Disney foram pressionados a baratear os custos de produção do filme. Apesar de ser apenas o quarto longa metragem de animação da companhia, o “Dumbo” custou apenas US$ 814 mil dólares na época – pouco mais da metade do que “Branca de Neve e os Sete Anões”, o primeiro longa da Disney, custou em 1939. Por conta disso, muitos fundos são visivelmente menos trabalhados e até mesmo alguns personagens são bem mais simples que em outras animações do estúdio.

4. Dumbo quase foi capa da revista Time

A tradicional revista Time tinha planos de estampar uma de suas capas com o amado elefantinho voador. Porém, com o ataque à base de Pearl Harbor, eles decidiram adotar uma postura mais séria e deixaram a matéria sobre o “Mamífero do Ano” apenas como um complemento interno da publicação.

5. Greve de animadores virou piada no filme

Uma intensa greve de animadores assolou a Disney durante a produção de “Dumbo”. Por conta disso, rolam boatos de o estúdio resolveu incluir a cena de palhaços do circo reivindicando um aumento de salário apenas como forma de ridicularizar essa greve.

6. O longa mais curto

Com apenas 64 minutos de duração, “Dumbo” é o clássico da Disney com menor duração já produzido pelo estúdio.

7. Filme favorito de Walt Disney

O próprio Walt Disney em pessoa declarou que “Dumbo” possuía um lugar especial em seu coração. “Desde o início, ‘Dumbo’ foi um filme feliz”, disse o gênio, certa vez. “Não tivemos restrições nenhuma na história, assim pudemos deixar nossas imaginações viajarem”, continuou.

8. Quase filmaram “Dumbo 2”

Outro fã declarado de “Dumbo” é John Lasseter, diretor de “Toy Story”, “Vida de Inseto” e “Carros”. Quando ele foi nomeado Chefe de Criação da Disney e da Pixar em 2006, Lasseter cancelou um projeto que vinha rondando o estúdio: uma continuação para a clássica história de 1941. Nela, Dumbo e seus amigos precisariam descobrir um caminho para fugir da cidade grande depois que o trem do circo acidentalmente os esqueceu por lá.

9, A música “Baby Mine” foi indicada ao Oscar

A canção que toca na belíssima cena em que a mãe de Dumbo o embala com a tromba através das grades de um trailer foi indicada ao Oscar, mas perdeu para uma obra do musical “Se Você Fosse Sincera”. Ainda assim, “Dumbo” ganhou a estatueta de Melhor Trilha Sonora.
Tecnologia do Blogger.