A culpa não é do Youtube, ela é nossa!

março 18, 2019


A tal #Momo volta a assombra, mas acredito que coloca mais medo nos pais do que nas crianças.



Muitas mães ainda estão assutadas com a Momo, que não é novidade, ela apenas está ressurgindo, pois ha alguns anos ela já assombrou nossa maternidade.



Você deixaria seu filho andando sozinho num shopping que você nunca foi? Ou, até mesmo naquele que costuma ir com regularidade mas fica sempre no mesmo canto?

É apenas uma analogia, mas se você segura na mão do seu filho para sair de casa, segue com os olhos por todo o tempo que ele está brincando, fica de ouvidos em pé quando conversa com os amigos, por que faz diferente quando ele está no youtube?

O youtube é assim, um lugar "livre e desconhecido" para muita gente, onde cada um posta o que quer, sem nenhuma objeção ou filtro, cada um faz o que sente vontade, inclusive mal ao próximo (ou ao desconhecido), mas isso não é culpa do youtube e sim do ser humano.

Ninguém tem como controlar essas maldades, o conteúdo sem filtro e bobo dos irmãos Neto, meninas Nicolly e outros pretendentes a youtuber (como minha filha) , então como deixar nosso filhos vendo yoputube enquanto estamos uma festa, no banho ou qualquer outro momento.

https://capricho.abril.com.br/vida-real/momo-ressurge-em-videos-infantis-no-youtube-e-ensina-tecnicas-de-suicidio/

Assim como qualquer atividade que nossos filhos fazem e supervisionamos, porque você faz diferente com o celular? Porque que alguns minutinhos de descanso? Te entendo, já fiz isso quando a minha pequena tinha uns 3 anos, e logo vi também que corria perigo, então apele por app como Netflix e Playkids . Juro, e sempre que a deixei ficar entretida com celular ou tablet, meus ouvidos ficavam em pé, teve época que ate a fúria da turma da Mônica ainda me incomodada, mas eu sempre falava olha essa atitude está certa? Se fosse você como reagiria? Sempre acompanhei e abri espaço para o diálogo.

Longe de ser a melhor mãe do mundo, mas acredito que temos que assumir a responsabilidade sobre o que nossos filhos leem e veem e assim somo capazes de fortalecer um vínculo, alimentar conversar e construir personalidades seguras e com auto estima ponderada.

Assim como o caso do atentado de Suzano não é a internet que estimula os filhos, mas a falta de pais, de um lar saudável e de uma estrutura familiar feliz como base para ensinar e ajudar os filhos em momentos de dificuldade.

Youtube não é para criança, nunca foi. Mesmo o Youtube kids tem suas falhas de segurança, porque gracas a Deus o ser humano ainda é mais esperto do que máquinas, mas nossos filhos ainda dependem de nós, então cuide!


Como vocês fazem para proteger o conteúdo que as crianças estão assistindo?





Mães de Campinas - Entre amigas
Fechado group · 3.776 membros
Participar do grupo
NAO É GRUPO DE VENDA OU DIVULGAÇÃO DE PRODUTOS. Para Todas as mamães, vovos, titia e mulheres ... deixe aqui dicas importantes, experiencias, informaç...


Nenhum comentário:

lembre-se de colocar seu email para @mariababona entrar em contato! beijos

Tecnologia do Blogger.